Viciado em sexo, ex-chefe de estatística chinês é expulso do Partido Comunista

O Partido Comunista da China excluiu o ex-chefe do Instituto de Estatística chinês, que é acusado de ser um “viciado em sexo”. Até janeiro, Wang Baoan era o responsável pelo órgão que calculava os indicadores econômicos do país.

Segundo o G1, a Comissão Central para a Inspeção da Disciplina, o órgão anticorrupção do PCC encarregada do caso, explicou.
"Wang Baoan participava ativamente de atividades supersticiosas, violava gravemente as regras e a disciplina política e expressou opiniões contrária às do comitê central em temas de grande importância".
Wang é acusado de frequentar hoteis de luxo, usando o cargo para conseguir favores sexuais. O caso pode ir para a justiça penal.
Notícias no Minuto
Share on Google Plus

RN NEWS - O RIO GRANDE DO NORTE EM FOCO