Impeachment de Dilma divide opiniões nos EUA

O processo que pode culminar com o afastamento definitivo de Dilma Rousseff e dar continuidade ao governo de Michel Temer divide opiniões não apenas no Brasil.

Nos Estados Unidos, de um lado, investidores com negócios no Brasil acham positivos os primeiros passos de Temer e torcem para que o Senado afaste definitivamente Dilma.

De outro, sindicatos, congressistas e artistas americanos criticam ações do presidente interino e afirmam que a saída de Dilma ameaçaria a democracia brasileira.

Os grupos expõem as divisões na sociedade americana na véspera da votação final do Senado sobre Dilma. Ambos duelam pela narrativa que pode influenciar a posição da Casa Branca quanto ao processo. Por ora, o governo americano evita tomar partido, mas já indica que não se oporia a uma mudança de comando em Brasília.
"Sem esse processo de impeachment, estaríamos hoje com uma posição bem menor no Brasil", diz à BBC Brasil William Landers, diretor para América Latina da Blackrock, a maior gestora de fundos de investimento do mundo.
"Esperamos que a presidente Dilma seja afastada em definitivo, o que tiraria o termo interino do governo Temer e lhe daria força para ser presidente pelos próximos dois anos com uma tarefa dura", afirma.


Share on Google Plus

RN NEWS - O RIO GRANDE DO NORTE EM FOCO