Cristãos são julgados pela nova Constituição do Nepal

Oito cristãos estão sendo julgados no Nepal depois de se tornarem os primeiros cidadãos a serem cobrados pela nova Constituição do país. O crime deles? Distribuir panfletos evangelísticos durante um seminário que acontecia dentro de uma instituição cristã, que visava atender as pessoas atingidas pelo último terremoto (25 de abril de 2015) que devastou grandes áreas, no ano passado. Várias igrejas estão em atividade para colaborar com a comunidade que está sofrendo as consequências até hoje. Milhares de pessoas morreram e a destruição foi imensurável. Grandes edifícios, monumentos e casas foram totalmente devastados.

Recentemente, colaboradores da Portas Abertas estiveram em Catmandu, capital do Nepal, para atender o grupo de cristãos que agora está sendo acusado pela justiça. Eles descobriram que os fieis também foram atacados violentamente por seus vizinhos. "Famílias cristãs que estavam presentes na ocasião, tentaram defendê-los, mas foram impedidas de se aproximarem", disse um dos colaboradores. Sunita Kumar, esposa do líder cristão Suraj, disse que esses vizinhos moram bem perto deles. "Por motivos pequenos, eles buscam nos atacar, mas nós estamos mantendo silêncio, pois tememos pela segurança dos nossos filhos", disse ela. Suraj acrescentou: "Sabemos que não somos bem-vindos aqui, simplesmente porque estamos pregando o evangelho. Já nos acusaram de receber dinheiro estrangeiro para converter os hindus ao cristianismo, por isso eles nos atacam", explicou o líder.

Sunita e outros três ficaram feridos durante o ataque, que se prolongou por cerca de 30 minutos. "Quando eu caí no chão, eles chutaram minhas costas várias vezes. Eu não tenho conseguido me alimentar nos últimos dias e temo pela minha família. As ameaças continuam e eles têm o apoio da polícia local", disse ela. "Um dos vizinhos é amigo de um político dessa região, que é membro de um partido extremista hindu, e sabemos que eles odeiam cristãos", disse Suraj. A pequena vila onde eles moram é habitada majoritariamente pelos dalits, que fazem parte da casta mais desprezada da sociedade. Quando eles se convertem ao cristianismo se tornam ainda mais discriminados. O número de novos convertidos, no entanto, não para de crescer e a perseguição religiosa também aumentou consideravelmente. 

Portas Abertas
Share on Google Plus

RN NEWS - O RIO GRANDE DO NORTE EM FOCO